Skip to main content

Miniacademias: febre no Rio de Janeiro

Personal trainer já se tornou coisa do passado, obsoleto, se ele não estiver dentro de uma “personal gym”. Além do professor totalmente para você, os aparelhos nunca estão ocupados e a música é a que você quer. As miniacademias, também chamadas de estúdios, tem se tornado comuns no Rio de Janeiro, especialmente na zona Sul.

Os alunos tem abandonado academias tradicionais por um atendimento especializado, onde eles possam ter uma academia com o jeito deles. Alguns inclusive garantem ter conseguido resultados extremamente superiores com os treinamentos em estúdio, comparado aos das tradicionais academias.

De acordo com relato de um professor carioca, as miniacademias são destinadas a um público que não gosta do desfile de moda das grandonas. Os alunos das “exclusivas” tem mais consciência corporal.

E é claro que toda a exclusividade tem um custo. No RJ algumas academias cobram R$300 de mensalidade para frequentar todos os dias. Nos estúdios, três vezes por semana tem o custo de R$480.

Esse post foi uma sugestão do leitor Jeison Costa, com base em uma matéria do G1 a respeito do tema. Inclusive na matéria deles há mais depoimentos de alunos e professores, além do nome de algumas miniacademias cariocas. Vale o clique.

E na cidade de vocês, há alguma miniacademia ou estúdio que trabalhe dessa forma? Qual o nome e a mensalidade dela? Você pagaria mais se um resultado melhor for garantido? Deixem suas respostas na caixa de comentários (logo abaixo).

Leandro

Leandro, designer de eventos. Escreve sobre todas as novidades e tendências que interessam. Tecnologia, novos gadgets, moda, cuidados para o corpo, carros e filmes. Tudo que envolva o universo masculino e seu comportamento. Fale com o autor deste post pelo Twitter: @garotao ou no Facebook.

6 comentários em “Miniacademias: febre no Rio de Janeiro

  1. Parece legal esse lance de mini academia. Se considerar que o professor vai te dar atenção exclusiva, o preço é mais barato do que pagar academia e personal trainer em separado. Por isso acho que deve valer a pena.
  2. Grande Leandro!
    Então, na minha cidade (Belém) esse serviço já existe há alguns anos, porém em poucos lugares. Da última vez que me informei, a mensalidade (por 3 dias na semana) estava em módicos R$480,00.Fico ainda com o som e desfile de moda do Hilton.
    Aliás,me tira essa dúvida: se aí em GYN tem algum hotel de alguma bandeira famosa onde se possa malhar sem ser hóspede, ou será só aqui mesmo?Serve pros outros que responderem ao post tbm!
    abraço, vamo definir até o fim do ano! uaheuaheuehauhe
  3. Já malhei num estúdio desses. No início era bacana, e houve bons resultados. Mas depois de alguns meses, me parece que o dono relaxou, e já não dava a mesma atenção que antes. Virou quase uma academia comum, com a única vantagem de não ter "filas" para os aparelhos. Mas o preço mais caro e a falta de liberdade de horários me levaram a voltar para uma academia "comum" mesmo.
  4. Pode ser legal para algumas pessoas, mas eu acho isso individualismo de mais. Lógico que o conforto de não ter máquinas ocupadas é agradável mas prefiro uma academia tradicional, onde se pode ter um convívio social mas abrangente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*